Filme: "A Origem" (Inception) Comentário

By 21:13 ,


 "Inception" ("A Origem")

Atenção: Contém Spoilers!

Créditos da Sinopse: Cineclik

Finalmente consegui ter a oportunidade de ver este filme tão aclamado! Infelizmente não consegui ir ao cinema para assistir, vi em casa, num dvd pirata, mal gravado do cinema, com qualidade de som e imagem igual a do tempo da minha avó: péssima! :(

Pois é, este pequeno fator atrapalhou um pouco para o meu entendimento do filme, principalmente no começo, o que me obrigou a fazer um grande esforço para conseguir entender a história.

Sinopse:

Don Cobb (Leonardo Di Caprio) é especialista em invadir a mente das pessoas e, com isso, rouba segredos do subconsciente, especialmente durante o sono, quando a mente está mais vulnerável. As habilidades singulares de Cobb fazem com que ele seja cobiçado pelo mundo da espionagem e acaba se tornando um fugitivo. Como uma chance para se redimir, Cobb terá de, em vez de roubar os pensamentos, implantá-los. Seria um crime perfeito, mas nenhum planejamento pode preparar a equipe para enfrentar o perigoso inimigo que parece adivinhar seus movimentos. Apenas Cobb é capaz de saber o que está por vir. Com direção de Christopher Nolan.

Para quem não sabe (e eu também não sabia) Christopher Nolan também foi diretor de Batman Begins e Batman e o Cavaleiro das Trevas (este último também não tive oportunidade de assistir), ou seja, o cara é bom! rs.

Sendo honesta, meus conhecimentos cinematográficos são bem escassos, então não esperem que eu tenha uma crítica imparcial por que estarão perdendo tempo...

De início, a história do filme me pareceu um pouco confusa, devido aos cortes e idas e voltas. O momento em que tive mais dificuldade de entender foi quando Cobb entrou no sonho do poderoso Saito, bem no começo do filme (se não foi isso que aconteceu me corrijam).

Não vou me deter nestes detalhes que eu não entendi, vou deixar para melhor compreensão quando eu ver o filme pela segunda vez...

O que realmente me interessa é a questão filosófica do filme. Sim, bem filósofica, porque na verdade, a dúvida, ou melhor, conceito entre realidade e sonho já eram muito debatidos na filosofia moderna. Um exemplo de uma história parecida com "Inception" que seria o livro "O Mundo de Sofia" do escritor norueguês Jostein Gaarder. Posso estar fazendo uma comparação forçada, pois quem lá leu o livro não vai encontrar nenhuma semelhança de primeiro momento. Na verdade, a semelhança é pouca, porque bem no final do livro quando Sofia e Alberto "saem daquele sonho" não era bem um sonho, o que era  na verdade eles presos na mente do major Albert Knag e sua história de ficção onde eram meros personagens de um livro para a filha dele, Hilde. É uma metaficção, o que não era a intenção de "Inception". 

O que eu quero dizer na verdade é a semelhança da consciência do real e irreal. É o poder da mente, atuando e criando o que quiser, com uma adição a mais: nós habitando este mundo.

Este tema já é um pouco conhecido no meio literário, mas inédito pelo o que sei no meio cinematográfico, o que faz o filme original. 

Digo mais: é um ótimo filme, de tirar o fôlego, amarrando o expectador a todos os mistérios que rondam a história. E também para quem gosta de pensar um pouco sobre tantas questões :)

Confira o trailer:




Leia também

3 comentários

  1. Muito bom esse filme, também recomendo.. só fiquei com dúvida no final depois se me explica! rsrsr

    ResponderExcluir
  2. Aii, difícil tentar explicar, eu sei mas ñ sei traduzir, rs... Assite de novo q é melhor kkk

    ResponderExcluir
  3. bom nunca assisti o filme mas sou fã de cinema e ja vi o making off e as cenas dos bastodores assim como o trailer bem eu sei que e bom

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!