#DDL: Jostein Gaarder

By 21:04



Crédito para as sinopses: Skoob


* Para quem não sabe, a sigla #DDL significa Dicas de Leitura, ok?


Jostein Gaarder é um escritor norueguês consagrado por seus romances e contos filosóficos. A obra mais conhecida deste autor é o seu romance de maior prestígio, traduzido para mais de cinquenta línguas, "O Mundo de Sofia". A partir daí, a carreira literária de Jostein decolou, e é sobre este livro e mais duas obras que eu tive a oportunidade de ler que irei apresentar.

O Mundo de Sofia




Sinopse:

Cartas anônimas começam a chegar à caixa de correio da menina Sofia. Elas trazem perguntas sobre a existência e o entendimento da realidade. Por meio de um thriller emocionante, Gaarder conta a história da filosofia, dos pré-socráticos aos pós-modernos, de maneira acessível a todas as idades.


Minha Opinião: Quando eu li o Mundo de Sofia eu ainda não tinha todo o entendimento filosófico necessário, ou mesmo uma base, pois eu estava na oitava série, então posso dizer com todas as letras que foi a minha porta para o entendimento do mundo. Parece muito forte, eu sei, mas este livro foi um divisor de águas para a minha visão de mundo. Eu diria que antes eu enxergava as coisas a minha volta numa visão muito limitada, mesmo que muitas vezes eu me questionava sobre vários assuntos que a própria Sofia também se depara, e foi um alívio para mim na época saber que eu não era a única que me perguntava sobre tantas coisas; que outras pessoas também se perguntavam e foram atrás de respostas.


Não vou dizer que é uma leitura fácil. Na época que eu li, levei muito mais tempo do que o comum, não por ser um livro grande, mas sim pelo conteúdo que exige reflexão, ainda mais para quem não tem uma boa base de Filosofia. Muitos vão odiar e abandonar já no primeiro capítulo, infelizmente, mas aqueles que conseguirem chegar até o climáx ou tentarem pelo menos, só posso dizer que é uma leitura arrebatadora, impressionante e intrigante! Este romance marcou a minha vida de uma forma incrível e espero que eu possa lê-lo novamente, agora com mais maturidade. É uma pena que nem todas as pessoas estão aptas a usar o pensamento...





Através do Espelho

Sinopse:


Essa é a história de Cecília Skotbu, uma menina que vive intensamente. As coisas que vai aprendendo ela anota num caderninho. Ali ela escreveu, por exemplo: "Nós enxergamos tudo num espelho, obscuramente. Às vezes conseguimos espiar através do espelho e ter uma visão de como são as coisas do outro lado. Se conseguíssemos polir mais esse espelho, veríamos muito mais coisas. Porém não enxergaríamos mais a nós mesmos". Cecília passa quase o tempo todo em seu quarto, deitada na cama. Ela está morrendo. Sua história é uma preparação para a morte e por isso é também um mergulho na vida. Ela morre como quem viaja, prestando atenção em tudo. Através de seu olhar profundo, o outro lado do espelho se torna um pouco mais claro para nós.


Minha Opinião: Leitura fácil, adocicada pela visão infantil e bela da vida através de Cecília e o anjo que a acompanhará até o fim de sua curta vida, num embalsamento de questões sobre Vida e Morte e a origem do mundo. 
Prometo que é um romance sensível e emocionante, e até mesmo arrancar algumas lágrimas...


O Dia do Curinga


Sinopse

"Você já pensou que num baralho existem muitas cartas de copas e de ouros, outras tantas de espadas e de paus, mas que existe apenas um curinga?", pergunta à sua mãe certa vez a jovem protagonista de O mundo de Sofia.

Esse é o ponto de partida deste outro livro de Jostein Gaarder, a história de um garoto chamado Hans-Thomas e seu pai, que cruzam a Europa, da Noruega à Grécia, à procura da mulher que os deixou oito anos antes. No meio da viagem, um livro misterioso desencadeia uma narrativa paralela, em que mitos gregos, maldições de família, náufragos e cartas de baralho que ganham vida transformam a viagem de Hans-Thomas numa autêntica iniciação à busca do conhecimento - ou à filosofia.

Minha Opinião:  Nada como um bom mistério para encucar a leitura, além da marca registrada de Jostein Gaarder. Considero "O Dia do Curinga" o romance mais divertido que eu li do autor, numa mistura maluca de Alice no País das Maravilhas, só que bem diferente... Aqui, a imaginação voa longe, entrelaçada com a viagem do jovem Hans juntamente com a do leitor.


Espero que tenham apreciado!

Até a próxima!

Leia também

4 comentários

  1. Do Jostein eu só li O Mundo de Sofia, que é ótimo. Os outros tb devem ser.

    Seu blog é mega fofo. Estou seguindo. Será um prazer receber sua visita no meu cantinho! Se gostar, ficarei feliz se me seguisse tb...

    beijokas =)

    www.opacomprei.com

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada!! Já estou seguindo seu blog.

    Bjinhos!!

    ResponderExcluir
  3. Sou educador de Filosofia na rede particular de ensino em Fortaleza e resolvi envolver meus alunos nas tramas do JG, Estou trabalhando o mundo de Sofia na oitava série e o dia do curinga na sétima.. Os seus comentários em conjunto com sua experiência reforçam minha teoria de que é preciso ousar com os amadurecentes...

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a sua ideia de trabalhar os romances de JG no ensino fundamental. Seria maravilhosos que todos os estudantes dessa fase tivessem contato com leituras tão incríveis!

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!