Orgulho & Preconceito

By 21:16



Créditos: Adoro Cinemae-Pipoca

Enquanto eu termino de ler todos os romances da Jane Austen, resolvi fazer uma matéria especial sobre a sua mais famosa obra, Orgulho & Preconceito (Pride & Prejudice) que inspirou e inspira ainda hoje a Literatura e o cinema. 

É peculiar como Jane Austen no geral, baseia seus romances a partir da personalidade de cada personagem, que acaba por determinar o rumo das suas histórias. Pride & Prejudice marca o estilo da autora, consagrando-a como uma das escritoras mais importantes da Literatura Inglesa, e até mesmo do mundo.

O Livro


O romance retrata a trajetória da jovem Elizabeth Bennet e de Fitzwilliam Darcy, que à primeira vista não possuem uma opinião muito favorável um do outro, além das circustâncias acabarem por piorar o relacionamento dos dois. 


Apesar de tudo, os dois terão que aprender a suplantar o orgulho de um e o preconceito do outro para viverem de fato um verdadeiro amor.


Minha opinião: Seria muito errado eu escrever o que eu acho do livro porque não serei imparcial para fazer uma crítica digna, tamanha é a minha paixão por esta história que já li milhares de vezes e não me canso de ler novamente. Não é à toa que Pride & Prejudice é a obra-prima de Jane Austen. A construção das personagens é uma coisa de dar inveja em qualquer escritor tamanha a capacidade da autora da dar vida e imortalidade a cada um. 


Devo dizer que depois do casal protagonista, adoro Mr. Bingley e Jane Bennet, por serem tão parecidos e adoráveis.


Não posso deixar de fora a Sra. Bennet, a mãe heroína daquelas cinco filhas que tenta casá-las a todo o custo. Apesar de ser uma mulher ignorante, é muito amorosa e só pensa no bem estar das filhas, o que a torna inesquecível, assim também como o Sr. Bennet e seu humor sarcástico e apreço por Elizabeth, sua filha favorita.


Uma personagem que me intriga é Charlotte Lucas, a amiga de Elizabeth, que se casa por pura obrigação social. É evidente a crítica da autora através de Charlotte do casamento de convinência.


Claro que eu não ia deixar de fora o casal protagonista, Elizabeth e Darcy. Lizzy já de cara conquista o leitor pelo seu jeito brincalhão e descontraído, além de que a história é contada pelo seu ponto vista, mesmo sendo em terceira pessoa. Assim, a mesma opinião desfavorável que ela tem por Darcy, o leitor também vai acabar tendo, mas óbvio que os dois irão mudar de ideia quando o conhecerem. Vou parar por aqui se não vou soltar spoiler e eu realmente não desejo fazer isso. Rs.


Existem várias adaptações do romance de Austen para o cinema e a tv, mas aqui irei ressaltar apenas dois que eu tive o prazer de assistir, começando pela série da BBC.


Orgulho & Preconceito (1995) - Série BBC




Ficha técnica:


Título Alternativo: Jane Austen's Pride and Prejudice
Diretor: Simon Langton
Duração: 300 minutos
Tipo: Minissérie - 6 capítulos
Elenco: 

Jennifer Ehle ... Elizabeth Bennet

Colin Firth ... Senhor Darcy

Susannah Harker ... Jane Bennet

Julia Sawalha ... Lydia Bennet

Alison Steadman ... Senhora Bennet

Benjamin Whitrow ... Senhor Bennet

Crispin Bonham-Carter ... Senhor Bingley

Polly Maberly ... Kitty Bennet

Lucy Briers ... Mary Bennet

Anna Chancellor ... Senhorita Bingley

Barbara Leigh-Hunt ... Lady Catherine de Bourgh

Emilia Fox ..
. Georgiana Darcy



O bacana da série ao contrário de um filme, é que como possue mais tempo, a adaptação fica muito mais fiel ao livro; os roteiristas conservaram os diálogos nos livros e os cacateres das personagens, do que eu não tenho que reclamar.


 A minissérie em questão acertou em muitos pontos importantes, mas errou em outras. Não posso deixar de mencionar o quanto eu me incomodei com a Susannah Harker (Jane Bennet). Sinceramente, eu não a achei bonita o suficiente para o papel, mesmo passando o jeito doce da personagem, não me convenceu. Eu sei que eu preciso levar em consideração a atuação, mais do que a caracterização. Em fim, aconteceu a mesma coisa com a Jennifer Ehle (Elizabeth), achei feinha demais para o meu gosto, sorry, no entanto sua atuação foi ótima o que a salvou.

A atuação do Colin Firth eu esperava mais do que eu idealizava, pelo simples fato dos comentários dos fãs de Austen que sempre diziam que Firth era o perfeito Mr. Darcy. Não estou dizendo que ele foi ruim, muito pelo contrário, conseguiu passar a imagem do personagem em alguns pontos, mas infelizmente eu acabei por compará-lo ao Matthew Macfadyen que fez Darcy no filme de 2005, assim como a Jennifer com a Keira Knigtley. Eu não sei se é justo, mas não posso controlar. Firth fez uma atuação boa, mas comum. Acho que faltou algo, talvez mais charme... ? Talvez. E também mais expressão. Durante toda a série não parece que Mr. Darcy mudou na atuação de Firth, continuando com o mesmo semblante fechado do início ao fim, dificilmente (eu não me lembro) de um sorriso espontâneo dele, uma expressão mais feliz, o que me decepcionou. Talvez eu esperava demais dele por causa dos comentários dos fãs. Não vi nada de impressionante, essa é a verdade.

Em relação a Jennifer gostei muito do espírito de determinação que a personagem Elizabeth pede, mas senti uma falta de charme dela, infelizmente. Mas tá valendo. 

Outra coisa que muita gente vai querer me apedrejar, entretanto vou dizer mesmo assim (#medo) é que eu não senti entrosamento entre a Jennifer e o Colin. Na cena final onde eles finalmente se entendem, a mais linda do livro, mesmo que simples, achei muito superficial. Não vi nos dois "química", algo que demonstrasse o romantismo que era aquele momento, parecia que eles estavam conversando sobre qualquer outra coisa, menos de amor!

Agora a Sra. Bennet conseguiu arrancar de mim altas risadas com o seu jeito doido de ser. Meu Deus, eu faltei passar mal de tanto rir! :P


A conservação de todos os personagens do livro foi digno, outro ponto a favor.


Mas o que eu gostei mesmo de ver foi o entrosamento entre a Lizzy e a Jane, e até Mr. Darcy e Mr. Bingley, mostrando também o lado dos dois últimos, apenas citados no livro.


Por último... A cena inesquecível do lago #suspira ♥



Trailer:








Orgulho e Preconceito (2005)


Ficha Técnica:


Título Original: Pride & Prejudice
Gênero: Romance
Duração: 2 hr 7 min
Direção: Joe Wright
Elenco:
Keira Knightley ... Elizabeth Bennet
Rosamund Pike ... Jane Bennet
Matthew Macfadyen ... Sr. Darcy
Simon Woods ... Sr. Bingley
Talulah Riley ... Mary Bennet
Carey Mulligan ... Kitty Bennet
Jena Malone ... Lydia Bennet
Donald Sutherland ... Sr. Bennet
Brenda Blethyn ... Sra. Bennet

Kelly Reilly ... Caroline Bingley
Rupert Friend ... Sr. Wickham
Judi Dench ... Lady Catherine de Bourg
Tamzin Merchant ... Georgiana Darcy



Não vou negar que eu vi o filme primeiro e tenho um apreço especial. O ar romântico está todo empreguinado, desde o figurino até a locação das filmagens, além daqueles personagens mais emotivos que eu senti falta na série. 


Eu diria que um complementa o outro, os dois são maravilhosos (filme e série), mas o filme é o meu favorito. ♥

Claro que em duas horas não dá para se colocar tudo o que deseja, então tiveram que excluir muitos personagens e alguns acontecimentos, focando nos protagonistas e tudo o que acontece a sua volta, mais especificamente na Elizabeth. Não tem nenhuma cena que eu me recorde mostrando as ações de Mr. Darcy como aconteceu  na minissérie.

Keira e Matthew ficaram perfeitos nos seus papéis, do jeito que eu sempre imaginei Lizzy e Darcy enquanto lia o livro. Não tenho do que reclamar.

Não gostei muito do Mr. Wickham, achei ele com cara de bonzinho demais, não houve nenhum momento que você percebesse uma certa maldade em seu semblante; a Tamzin Merchant (Gerogiana) fiquei também com o pé atrás, mesmo ela sendo muito fofa. A personagem não é toda solta e espotânea no livro, deveriam ter conservado essa característica dela, mas tudo bem.

Adorei Mr. Bennet. Diferente do que eu imaginava, mais uma vez demonstrando emoção para os personagens, marcou-me com aquela cena memorável no final com a Lizzy (assistam para saber!). Eu só queria que tivessem mostrado a alegria da Mrs. Bennet quando Lizzy anunciou seu casamento. É uma pena que tenham cortado do roteiro tanto do filme quanto da série.

Charmoso, locações maravilhosas e bem mais romântico. Maravilhosamente inesquecível, amo diversas cenas, se eu falar todas vou escrever uma bíblia inteira :) ♥
Trailer:





Em fim, eu precisava fazer esse post tamanha a minha gratificação por este belo romance e por sua brilhante autora.


Bye *_*

Leia também

7 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Por coincidência eu to lendo esse livro agora. Ainda estou no começo, quando a Jane (se eu não me engano) adoece e fica hospedada na casa do Bingley, e a Elizabeth fica la fazendo companhia.

    Até agora, eu não tomei o casal Elizabeth e Darcy como principal, até por que eles ainda não são um casal. Para mim, seria a Jane e o Bingley.

    Ja faz um tempo que eu não leio, ja que eu achei a leitura cansativa, apesar da estória ser boa. Pretendo terminar de ler logo.

    ResponderExcluir
  3. Juninho, termine de ler, eu acho um romance inesquecível, ainda mais com a pitada de ironia de Austen.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, apresar de ser quase 25 anos mais velha que voce, temos um gosto literário muito parecido. Entrei no blog e não consigo mais sair. Voce escreve muito bem.
    Adorei este livro, já li umas 4x, já vi todos os filmes e seriados já realizados, inclusive recomendo também "lost in Austen", uma comédia divertida. Caso se interesse, tenho todos em .AVI.
    um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que bacana!! \O/
    Obrigada pela dica, assim que eu puder vou dar um jeitinho de assistir =)

    ResponderExcluir
  6. Sou super fã dos livros da Jane, se você ainda vai ler os outros, leia primeiro Persuasão, tão bom quanto este.
    ym abraço.

    ResponderExcluir
  7. Já consegui ler todos os livros da Jane e virei fã também. Engraçado, que Persuasão foi o último que eu li, e adorei! Apesar de curto, é um romance simples e doce. =)

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!