Confissão e Novidade #1

By 21:25





Há muito que eu venho adiando este post. Na verdade, estou muito relutante de abrir o jogo aqui, porém resolvi colocar a cara a tapa e falar de uma vez.

Dizendo assim até parece que eu vou confessar algo terrível! #rs. Não se preocupem, sou dada a ser melodramática por natureza.

Não sei se vocês perceberam, mas o blog passou por muitas mudanças em todos estes meses de existência. Sendo a única que cuida dele, tento ao máximo atualizado e deixá-lo com bom conteúdo. Estou satisfeitíssima com ele e com as parcerias com outros blogs e não tenho nada para reclamar. 

Mas não é do blog que eu vim falar, e nem sei porque comentei sobre ele...

Venho comentar com vocês um projeto que eu venho iniciando já faz um tempinho: o meu romance.


Eu sei que muitos que já me viram em outros lugares da internet vai falar abobrinha devido ao fato de eu ter algumas fanfics incompletas. E tenho mesmo. E só digo que a previsão de terminá-las é quase que impossível. 


Vejam bem, um ficwriter escreve com o intuito de que outras pessoas leiam e deixem um comentário, seja ele positivo ou negativo. No entanto, eu não sei o que acontece comigo, e dificilmente funcionou assim. 

Eu começei a escrever fanfics para entreter e alegrar os leitores da rede e também por uma satisfação pessoal. Mas o que acontece é que minhas fanfics são ruins demais ou outro motivo que eu ainda não consegui concluir, que o público, que já era pequeno, nunca fui ambiciosa além de conta de querer uns mil leitores, simplesmente abandonavam a leitura. Em parte por culpa minha em demorar a postar, isso eu admito. Eu não tenho todo o meu tempo disponível para escrever, formatar e postar o texto, eu tenho uma vida fora da internet também. Por isso, uma fic minha está parada no tempo há séculos. Não encontro motivos para continuá-la e nem motivação, o que me deixa triste. Pensei muito nisso e resolvi abandonar de vez a vida de ficwriter, até porque eu já tenho o blog onde posso escrever a vontade.

Vou ser injusta em escrever este desabafo aqui e não com os leitores fantasmas das redes sociais e dos sites de fanfics.

Desabafo amargo, eu sei. Não vou generalizar. Muitos leitores me ajudaram e incentivaram, mas infelizmente eu estou dando um ponto final nisso. 


Não pensem que eu estou parando de escrever fanfics por causa dos leitores. Não é só por isso. Eu comecei escrever fanfics com 14 anos. Delas veio os contos, e agora vem o meu livro. Foi uma fase maravilhosa, mas não pretendo voltar a escrever fanfics tão cedo e eu só tenho que agradecer. Peço desculpas a alguém que se sentiu ofendido...

Entretanto, não posso dizer que eu devo muito a elas, as fanfics. Foram graças a elas que eu dei de cara em como é complicado escrever um romance, por mais curto que ele seja.

E fora que graças a elas que eu começei a escrever a minha própria história, com os meus personagens, meu enredo.

E é disso que eu vim comentar aqui.

Bom, não preciso nem dizer que eu gosto de escrever. E muito #hehe. Mas muito mais do que gostar e praticar, é sempre bom você ter uma boa imaginação e saber entreter o leitor. 


Antes de mais nada, devido ao meu desabafo ali em cima, eu pus em dúvida se escrever era realmente uma capacidade que eu tinha. Fiquei meses sem escrever nada, a não ser aqui no blog, porém como eu tenho uma cabecinha que viaja muito, ela veio novamente com mais uma de suas ideias mirabolantes este ano, bem no comecinho. Eu relutei, tentei esquecer, deixar para lá, porém me rendi. E lá vamos nós...


Eu publiquei aqui no blog um conto chamado Na Trilha do Detetive, posteriormente batizado como "A Garota do Século", onde uma menina bem peculiar viaja no tempo atrás do famoso detetive Sherlock Holmes. Na mesma época em que escrevi este conto, eu também estava com a ideia de outra série de contos da mesma temática, porém eram duas garotas que trocavam cartas. O detalhe é que uma delas não é desse nosso tempo...


Sacaram?


Pois é. Daí, nesse emaranhar, o romance começou a ganhar formas, nasceu alguns personagens, escrevi algumas passagens e acredite, já tenho o final! #kkkk. Então, resolvi escrever logo essa história de uma vez desde o começo.


Mas, uma coisa que eu aprendi com as fanfics, foi não forçar. Ou seja, não é todos os dias que eu tenho inspiração ou até mesmo vontade de escrever. A inspiração existe sim, como muitas pessoas negam. Não tem como você escrever uma história, no meu caso um romance de aventura e suspense, com dor de cabeça, entupida de coisas para fazer, de mal humor e cansada, como está sendo esse ano para mim. Por isso a demora de começar, e o pior é que tem certas épocas que eu preciso dar pausa em tudo, nos meus livros, no blog, e agora no meu romance. Tenso, não?


Em fim, não faço promessas nem nada de quando eu vou terminar e postar alguma palhinha para vocês. E muito menos se eu vou publicar. Quando eu tiver coragem e dar a louca, eu posto algum trecho aqui para vocês lerem...


Meu único problema é eu não ter confiança nas minhas próprias criações quando colocadas a prova. Espero um dia superar isso.

Leia também

6 comentários

  1. olha sempre deve arriscar em tudo o que faz e isso não pode ser diferente né.
    Pois é eu não estou aqui para critcar e nem nada disso, mas eu desejo pra você de coração sucesso em tudo o que você for fazer.
    É o que deseja uma amiga
    beijinhos
    evih

    ResponderExcluir
  2. Bem, sendo bem mais velha que você posso te dizer que ninguém tem confiança totalmente em si, até os melhores e já famosos são inseguros (as vezes até mais que a gente), isso é normal. E o sucesso também depende de um golpe de sorte. O Harrison Ford já tinha desistido de ser ator quando fez guerras nas estrelas e estourou.
    Você escreve muito bem, então não desista.
    um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelas belas palavras, Gisela.

    ResponderExcluir
  4. flor tem selinho pra vc lah no blog
    http://trips-and-books.blogspot.com/2011/07/selinho-1.html
    bjo

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada Evih!! =)

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!