#DDL: Para as Férias

By 16:23


Hello navegantes!!

Fim de ano chegando, férias começando! Para você que vai tirar umas merecidas férias (assim como eu hehe), nada melhor do que aproveitar esse tempo de sobra para dedicar a uma deliciosa leitura, certo?

Então, nesse intuito eu separei alguns livros bacanas para ler com toda a calma e tranquilidade nessa época. São todos clássicos, aqueles livros que nós falamos que vamos ler, mas no fim das contas deixamos meio de lado. Além do mais, é uma ótima época também para você reler aqueles livros que você leu há séculos.

Capitães da Areia - Jorge Amado


Um clássico da literatura nacional, "Capitães da Areia" é um romance emocionante e comovente dos meninos de rua da Bahia. O livro, publicado originalmente em 1937 causou muito polêmica, chegando a ser queimado em praça pública, enquanto o autor, Jorge Amado, foi acusado de ser comunista e exilado.

Se você ler talvez compreenda melhor porque a sociedade brasileira naquela época ficou tão escandalizada...

No entanto, é difícil não se encantar pela narração cheia de lirismo, e pelos personagens memoráveis como Pedro Bala, Dora, Sem Pernas, Gato, Professor, etc., numa verdadeira denúncia social. O leitor não enxerga essas crianças como delinquentes juvenis, mas sim como verdadeiros heróis, incompreendidos e marginalizados. Com certeza, foi um dos melhores, se não o melhor livro que eu li este ano. "Capitães da Areia" é sem dúvida um romance atemporal. E nós, leitores de língua portuguesa principalmente, não podemos deixar de ler.

Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco


Eu não ia deixar de fora meu escritor português favorito. "Amor de Perdição" nos remota a trágica história de Romeu e Julieta, de Shakespeare. A retratação de uma sociedade preconceituosa e mentirosa transforma a vida de Teresa Albuquerque e Simão Botelho, ambos apaixonados um pelo outro, em uma trilha de desespero e sofrimento. A narração é carregada dos mesmos sentimentos dos protagonistas, como se o próprio autor também sofresse. Não é para menos, pois Camilo Castelo Branco escreveu este romance que o tornou popular na prisão, em quinze dias, tudo por ter se envolvido com uma mulher casada. Esta obra tão conhecida é um retrato vivo do próprio autor que teve uma vida muito conturbada por escândalos, dívidas e muito sofrimento até a sua trágica morte, ou melhor, suicídio em 1890.
Publicado em 1862, com uma linguagem arcaica, não é um romance muito fácil de ler, no entanto, é fácil se deixar envolver pela história. Se você tem um coração forte e adora um romance "meloso" com tragédia estilo shakespeariano, com certeza você irá apreciar "Amor de Perdição".


As Aventuras de Tom Sawyer - Mark Twain

Mudando da água para o vinho, "As Aventuras de Tom Sawyer", nos apresenta Tom, um garoto órfão que passa por situações que muitas crianças podem se identificar. Encrenca e confusão é o sobrenome do garoto, que acaba se metendo em grandes aventuras inimagináveis para uma criança da idade dele. 

Este livro é a abertura para outras grandes aventuras de Tom, juntamente com seu amigo Huck, como "As Viagens de Tom Sawyer", "Tom Sawyer Detetive" e também "As Aventuras de Huck".

Já faz muito tempo que eu li Tom Sawyer, quase todos, só falta "As Aventuras de Huck", e me lembro o quanto eu fiquei fascinada pela história de Mark Twain. Inclusive, o primeiro livro que eu li deste autor foi "O Príncipe e o Pobre", outro clássico maravilhoso. Mesmo o livro ser destinado para crianças, é inegável que todas as pessoas de todas as idades devem ler. Não é à toa que Mark Twain é o pai da literatura moderna americana. Suas histórias ainda hoje, praticamente dois séculos depois, encantam leitores pelo mundo inteiro.

Um Estudo em Vermelho - Arthur Conan Doyle

Eu sei, eu sei. Sou suspeita para falar porque eu realmente adoro Sherlock Holmes. Então, por isso mesmo que coloquei "Um Estudo em Vermelho" na lista, oras!

Primeira grande aventura do detetive mais famoso do mundo, juntamente com o seu fiel amigo, Dr. Watson, um mistério de um cadáver que aparece numa casa desabitada incita os instintos de Holmes que, antes do mistério cair-lhe em mãos, reclamava que não havia mais crimes e nem criminosos na "calma" Londres do século XIX. Conforme a leitura, o mistério fica cada vez mais intrigante, juntamente com uma série de acontecimentos estranhos. Você, leitor, pode tentar juntar as peças do quebra-cabeça sozinho, porém não vai ter muito mérito porque há uma intriga por trás de todo o problema, que somente o próprio Holmes consegue descobrir, e nós, assim como Watson, somos os últimos a saber!

Doyle adora fazer isso com seus leitores. Justamente por causa disso que este romance é a estréia dos casos esquisitos, acrescento, que Holmes vai investigar, contados por Watson. Deste segue-se, "O Cão dos Baskervilles", "O Signo dos Quatro" e "O Vale do Terror", além dos inúmeros contos, (para mim só falta "O Vale do Terror", quem quiser me presentear eu agradeço! #rsrs). Para quem adora romances policiais quebra-a-cuca, é uma ótima pedida.

Hamlet - William Shakespeare

Clássico é uma definição muito vaga para as obras de Shakespeare que vão muito além. É impressionante que obras publicadas entre os séculos XVI e XVII mostram de fato todas as intrigas e defeitos do ser humano em suas tragédias. O livro é na verdade uma peça de teatro, adaptada para facilitar a leitura.

Minha paixão por Shakespeare, principalmente "Hamlet" já é de muitos anos (falando assim até parece que eu sou uma velha #tenso). Apesar de obsoleta, essa é uma daquelas obras muito mais que memoráveis. 

Logo após a morte do pai, Hamlet, príncipe da Dinamarca, se vê numa situação de tristeza e imensa amargura pelo casamento repentino da mãe com o próprio irmão do falecido rei. O ódio, juntamente com um desejo de vingança toma conta do coração do jovem príncipe após a aparição de um fantasma do pai, acusando o tio Cláudio de ser o assassino. Com isso, a vida de Hamlet assume um tom de obscuridade para vingar o pai, custando também o seu grande amor, a linda Ofélia.

"Hamlet" juntamente com "Romeu e Julieta" e "O Rei Lear", são as obras mais famosas do dramaturgo britânico. Mas Shakespeare não escreveu só tragédias, as comédias também são maravilhosas como "A Megera Domada", "Sonho de Uma Noite de Verão", "Muito Barulho por Nada", "A Tempestade", etc, além de muitos sonetos. É mais do que uma recomendação, é um dever todo leitor que se diz amante de livros ler Shakespeare.

Tem muitos outros livros que eu recomendaria aqui, no entanto quando você pega o gosto por romances clássicos você mesmo acaba procurando outros, e mais outros. 

Já dá para perceber o quanto eu prezo os clássicos, porque afinal de contas, eu comecei só lendo esses livros famosos quando eu tinhas uns... 12, 13 anos. É só que ultimamente eu venho percebendo o desprezo que muitos têm por livros de outras épocas. Eu fico muito, muito, triste e zangada quando eu leio ou vejo leitores que se dizem amantes de literatura tratando não só as obras de que citei, como outras também importantes, com ignorância e pouco caso. Eu penso que nós devemos ler um pouco de tudo, não só YA e Chick-Lits, não é meu povo? (Lembrando eu gosto desses gêneros também, ok? Antes que atirem pedras).

Abram a mente, busquem novos horizontes literários. É bom ler os livros da moda, mas não esqueçam dos que vieram bem antes, aqueles livros que abriram os caminhos para a literatura atual, brasileira e estrangeira

Esse desabafo e puxão de orelha também serve para mim, claro #rsrs.

Bjos!

Leia também

2 comentários

  1. To começando a entrar no mundo da leitura agora e pretendo visitar mais seu blog pra ver as DDL's.

    Vou seguir teu conselho e aproveitar as férias pra ler um livro que escolhi aleatóriamente na saraiva rsrsr é o Livro "Marina" de Carlos Ruiz Zafón.

    Antigamente eu achava muito chato ler, mas agora leio sem parar, pra saber qual sera a próximo mistério que ela vai revelar hehe x)

    Um abraço de seu velho amigo Erick Brito e até + =)
    Ps. Fiz um blog novo Ju é o "A vida como ela é"
    é meu novo espaço de reflexão. Da uma olhadinha ;)
    http://goo.gl/Dajnz

    ResponderExcluir
  2. Oiii Érick, quanto tempo!!

    Aproveita mesmo esse tempo livre para ler, não tem melhor coisa pra fazer (inclui a net também rsrs). Fico feliz que vc está interessado em ler mais, isso é ótimo!

    Já estou seguindo o seu blog novo.

    Bjos!

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!