#DDL: "O Pequeno Príncipe" e "Alice no País das Maravilhas"

By 20:27


Olá leitores!

Há quem diga que os livros considerados infantis são apenas meros passatempos e entretenimentos para as crianças. Porém, há aqueles que discordam - e eu me incluo nessa categoria - argumentando que muitos livros destinados para o público infantil devem ser lidos por adultos também, simplesmente por conterem uma sabedoria própria, simples e eficaz.

É o caso do "O Pequeno Príncipe" (Le Petiti Prince) e "Alice no País das Maravilhas" (Alice in Wonderland), sequencialmente de Antoine de Sants-Exupéry e Lewis Carrol. O primeiro foi publicado em 1943 nos Estados Unidos e o segundo em 1865 no Reino Unido, mas apesar da distância de publicação, ambas as obras são conhecidas tanto por encantar o público até os dias de hoje, como de intrigar.

"O Pequeno Príncipe"  remota ao garoto chocado com as coisas estranhas do mundo adulto, fazendo  renascer a criança interior. O livro aborda isso de forma filosófica e doce, cheio de passagens e personagens simbólicos como a Flor e o Piloto. Claro que de primeiro momento você acaba julgando o enredo como bobo e sem noção (assim como "Alice no País das Maravilhas"), mas não sabem o quão estão sendo injustos e cegos pelos ensinamentos que ambos os livros nos apresentam. Não é à toa que "O Pequeno Príncipe" é um dos livros mais lidos e traduzidos do mundo.

"Alice no País das Maravilhas" é livro considerado nonsense ("sem noção") o que não deixa de ser verdade. Mas cuidado com interpretações erradas e pré-julgamentos também. Esse é bem mais complexo que o anterior, pois tem muito mais coisas escondidas e subtendidas do que se possa imaginar. O enredo é conhecido - a jovem Alice que cai na toca do Coelho e encontra o País das Maravilhas, um mundo louco - no entanto Lewis Carrol é considerado um visionário, tudo porquê o livro é absurdo, satírico em relação a época do autor e cheios de significados. Numa tradução melhor, "Alice no País das Maravilhas" são dois livros num só: um para crianças e outro para adultos. Não vou dizer que você vai perceber tudo isso apenas numa leitura. Não, ser dessa Galáxia, e isso se aplica também ao "O Pequeno Príncipe": Você só vai ter total aproveitamento de leitura e compreensão numa releitura, ou quantas forem necessárias. São livros que apesar da classificação, ensinam. E muito. Além da diversão, é claro!

Não mais, só deixo as minhas recomendações.


"A gente só conhece bem as coisas que cativou - disse a raposa.

- Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma.

Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos,

os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!"
O Pequeno Príncipe"

 "Alice: Quanto tempo dura o eterno?
Coelho: As vezes apenas um segundo".
Alice no País das Maravilhas

Leia também

6 comentários

  1. Gisela Menicucci Bortoloso07/02/2012 21:44

    Oi Lieh
    Já li o pequeno príncipe, sei que tudo mundo adorou este livro, mas acho que sou a única que não gostei muito, pois apesar da história bonita cheia de frases de efeito, não é o tipo de leitura que me amarra, mas como é fininho, acho que todo mundo deveria ler e aprender um pouco de civilização com o pequeno príncipe. 
    Quanto a "Alice", bem este é um caso a parte, pois nunca consegui gostar desta história, faz parte da minha lista negra.
    um abraço
    Gisela - ler para divertir

    ResponderExcluir
  2. Sabrina Gomes08/02/2012 00:16

    O pequeno principe conta uma história muito bonita, e a frase que mais me marcou foi : '' tu te tornas responsável por aquilo que cativas...'' será uma honra ter você por lá, acredite ! confira novidades em www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  3. Rsrrs como dizem não tem como agradar a todos =)

    ResponderExcluir
  4. Realmente é muito bonita a história!

    ResponderExcluir
  5. Juliana GNeves19/02/2012 19:26

    duas obras primas! são livros que predominam a excelência na técnica narrativa. E concordo com vc no que diz respeito a Alice. Esse é um livro que diz muito nas entrelinhas e uma unica leitura pode não ser suficiente para interpretá-lo. ele tem uma relação muito forte com o contexto histórico em que foi escrito, faz duras criticas de maneira velada. e o pequeno principe... é tão doce quanto se pode ser. ambos brincam com o leitor, sem fazê-lo de bobo. são livros que precisam ser interpretados e sentidos. os dois são grandes obras que todos deviam ler. 

    beijos. amei o blog.

    nossa estante- 1 ano falando
    sobre livros

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelo comentário... xará ;P

    É bom saber que há leitores que pensam o mesmo que eu sobre esses livros.

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!