Resenha: "O Vale do Terror" - Arthur Conan Doyle

By 18:19 , ,


Título Original: The Valley Of Fear
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Tradutor: Casemiro Linarth
Ano de Publicação: Entre 1914/1915. Edição de 2011
ISBN: 978-85-7232-774-9
Editora: Martin Claret
Sinopse: O personagem ficcional Sherlock Holmes tornou-se lendário e ainda hoje possui uma legião de admiradores. As histórias de Conan Doyle tiveram inúmeras adaptações ao cinema e ao teatro.
Publicado pela primeira vez na Strand Magazine em 1914, e em livro no início de 1915, O Vale do Terror é uma das quatro aventuras longas escritas por Conan Doyle junto com Um Estudo em Vermelho, O Signo dos Quatro e O Cão dos Baskervilles.O centro da história sem passa nos Estados Unidos, num vale inóspito do Leste, onde uma sociedade secreta implacável comete uma série de crimes e espalha terror na região. A narração tomou como base os Molly Maguires, uma organização que realmente existiu nos Estados Unidos.

Há muito tempo, desde o dia que eu tive contato com as histórias de Sherlock Holmes, que eu buscava este livro. Agora, finalmente depois de tanta espera, consegui fechar o ciclo das aventuras longas do ilustre detetive. O Vale do Terror era o único romance que eu não havia lido. O objetivo agora é encontrar o famoso conto O Plano Final.

A busca incansável pelo exemplar acabou por aumentar as minhas expectativas na perspectiva de lê-lo em breve, algo que eu não gosto e tento ao máximo evitar para não acabar me decepcionando. Talvez essa palavra seja muito forte para exprimir a minha ideia geral do livro, afinal de contas é de Sherlock Holmes de quem estamos falando, e suas histórias valem a pena ser lidas.

Acontece que o livro para mim foi curto demais, rápido demais na resolução do caso. Mais da metade dele é só a narração da história do Vale do Terror e a organização secreta de assassinos. Eu esperava que o romance ganhasse o mesmo ritmo narrativo do Um Estudo em Vermelho, agora mais do que confirmado como o meu livro favorito sobre o detetive. A subtrama do misterioso assassinato de John Douglas na sua própria mansão ganhou muito mais espaço do que até mesmo os personagens principais – Holmes e Watson – pegando-me de surpresa durante a leitura.

Mas não vou dizer que não valeu a pena. Valeu sim e muito. Doyle como sempre consegue surpreender o leitor em uma de suas cartadas de mestre na hora da verdade, e a minha aflição foi tanta para descobrir o final que li rapidamente. Porém vou logo avisando: se espera um happy end, é bom tirar os hipogrifos da chuva... Além disso, o livro termina de uma forma incompleta, ou seja, dá a impressão que a história não acaba na última página.

A narração segue um ritmo equilibrado, com um vocabulário de fácil compreensão – salvo algumas palavrinhas desconhecidas, nada que um bom dicionário não resolva. Como sempre acontece nos livros de Doyle, achamos que a resolução do caso já estava próxima, porém a história dá uma grande reviravolta tornando tudo inacreditável.

Quanto a essa edição, eu gostei muito da ideia do prefácio, apresentando ao leitor que não conhece as histórias de Sherlock Holmes, quem é este personagem lendário. A arte da capa é muito bonita, porém ela não se adequa a trama do enredo. Aconteceu isso comigo, podendo acontecer com outros leitores: quando bati o olho na capa, a impressão que passa junto com a sinopse é uma, porém quando eu terminei de ler, percebi que não tinha nada a ver com o enredo, infelizmente. Provavelmente a capa também foi um fator determinante pela alta expectativa da história. Uma dica que eu dou para a editora, caso ela planeje relançar o livro, é a mudança da arte da capa para uma mais adequada à história que será contada.

Não mais que isso, O Vale do Terror deixa os fãs e apreciadores de Sherlock Holmes satisfeitos com mais um caso desvendado pelo inteligentíssimo detetive e seu fiel amigo, Dr. Watson.

Classificação:





Leia também

2 comentários

  1. GiselaMenicucciBortoloso30/04/2012 11:57

    Tem personagens famosos que conhecemos a vida toda, vimos filmes, mas nunca lemos nada, acho que assim se resume Sherlock Holmes para mim. Nunca li um livro dele. Na verdade nem sabia o nome do escritor, de tão famoso é o personagem. Mas como sou adepta a este tipo de livro, vou colocar na minha lista.
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir 

    ResponderExcluir
  2. kkkk é bem comum isso, Gisela, esse fato do personagem ser mais famoso que o criador =P

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!