[Projetor] Sherlock (BBC) - 2ª Temporada

By 17:19 , , ,


Olá leitores e sherlockmaníacos!

Já faz um tempinho em que eu terminei de assistir a segunda temporada da série britânica Sherlock - baseada nos trabalhos de Sir Arthur Conan Doyle, com roteiro de Steven Moffat e Mark Gatiss. Para você  não ficar boiando no assunto, eu recomendo antes de ler esse post, que leiam primeiro a postagem sobre a primeira temporada da série aqui.

Mais uma vez, essa temporada possui três episódios cada um em torno de 90 minutos de duração. Os episódios são Um Escândalo na Belgravia (A Scandal in Belgravia), O Cão de Baskerville (The Hounds of Baskerville) e A Queda de Reichenbach (The Reichenbach Fall).

O primeiro episódio, Um Escândalo na Belgravia é de tirar o fôlego! Tudo porque a interpretação de Laura Pulver como a charmosa Irene Adler é sem palavras. A interação dela com Sherlock (Benedict Cumberbatch) foi o que mais roubou a cena durante o episódio. Sherlock se vê num verdadeiro confronto com sua mente e com aquilo que ele mais repudia: sentimentos. A  pequena dose de humor fica por conta de Watson (Martin Freeman) que se vê perturbado com o relacionamento do suposto "casal". Resumidamente, Irene Adler possui fotos e informações constrangedoras sobre a Corte, além dos problemas relacionados a segurança do país, ao qual Sherlock é contratado para resolver. Não só pelo fato de o conto Um Escândalo na Boêmia ser um dos que eu mais gosto, mas de toda a temporada essa adaptação foi a que eu mais gostei - e me senti realizada ao ver Sherlock e Irene em diálogos afiados e ui! Tensão entre os dois em nível máximo!

O segundo episódio, O Cão de Baskerville, que é baseado em um dos quatro romances longos do detetive, com o mesmo nome, ficou no estilo mais de suspense com terror, que é bem a cara do livro também. Porém, com a adaptação mudanças são necessárias, e ao invés de um cão espectral que assombra a família Baskerville - enredo original do romance - na série os roteiristas transformaram o enredo numa conspiração militar, onde o local, Baskerville, é uma base super secreta de testes, que aterroriza a população local. O jovem Henry Knight, morador da região, procura Sherlock e conta a terrível história do assassinato de seu pai por um cão monstruoso. É visível e quase palpável o suspense e mesmo que você tenha lido o livro, não vai ajudar muito na hora de tentar juntar as peças do quebra-cabeça.

O último episódio, A Queda de Reinchenbach faz jus para o enredo de encerramento da segunda temporada. Lembra do Jim Moriarty (Andrew Scott) que apareceu no fim da primeira temporada? Pois é, meus caros, ele retorna para acabar com a reputação de Sherlock e cometer crimes que abalam toda a Inglaterra, como invadir os sistemas do Banco Central, a prisão de Pentoville e a Torre de Londres, tudo ao mesmo tempo. Eu recomendo coração forte e muita atenção na hora de assistir esse episódio, porque os roteiristas adoram deixar pistas e mensagens que poderão vir a calhar na terceira temporada. Vou confessar que eu chorei muito no fim devido aos acontecimentos que... Bem, é melhor vocês assistirem para saber mais detalhes. Moriarty se mostra como um vilão irônico, instável e muito charmoso, roubando as atenções do público. Sem dúvidas, A Queda de Reinchenbach - baseado no conto O Plano Final - é mais do que memorável, é épico. 

A terceira temporada está prevista para o fim de 2013, e um dos contos confirmados que será adaptado é A Casa Vazia. Até lá, dá tempo de assistir a série novamente, não é mesmo?

Trailers da temporada:






Quote


Moriarty: You think you can make me stop the order? You think you can make me do that? 
Sherlock Holmes: Yes. So do you. 
Moriarty: Sherlock, your big brother and all the King's horses couldn't make me do a thing I didn't want to. 
Sherlock Holmes: Yes, but I'm not my brother, remember? I am you. Prepared to do anything. Prepared to burn. Prepared to do what ordinary people won't do. You want me to shake hands with you in hell? I shall not disappoint you. 
Moriarty: Nah. You talk big. Nah. You're ordinary. You're ordinary. You're on the side of the angels. 
Sherlock Holmes: Oh, I may be on the side of the angels, but don't think for one second that I am one of them. 

(The Reinchebach Fall)

Leia também

0 comentários

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!