News: Lagoena - Laisa Couto

By 22:32


Mais uma autora divulgando seu trabalho aqui no blog! Dessa vez, Laisa Couto tem uma história para nos contar. Confirem:


Resumo da Obra:


Lagoena, A Terra Secreta
A Pequena Guardiã
Autora: Laísa Pinheiro Couto


Em um lugar muito próximo ao polo frio do norte e  oculto entre impressionantes montanhas riscadas de neve, vivia uma pequena garota com seu avô, o velho Dordi Gornef, um decadente joalheiro. Moravam em um antigo sobrado, que era uma joalheira empoeirada. A neta do joalheiro se chamava Rheita, menina inteligente e modesta. Guardava no coração a curiosidade de gente ainda maior que ela.



No silêncio do sobrado marcado pela sombra da inexistência de sua mãe já falecida e o pai, ausente, tido como desaparecido, Rheita passava os dias imaginando como seria o mundo muito além da única janela do sótão onde dormia.         



 A menina que todos poderiam jurar ter nascido com algum tipo de aleijão, nada tinha, a não ser um segredo guardado na palma de uma das mãos. Este segredo era selado pelo silêncio do avô e confidenciado pela companhia de Adeliz Sflolick, grande doceira.



Rheita mal poderia imaginar que o que pensava ser apenas uma cicatriz causada por uma desatenção do avô significava algo muito grandioso e até perigoso para uma criança de sua idade. Dordi Gornef, o velho joalheiro, escondeu da própria neta um importante segredo.

A neta do joalheiro era uma Guardiã, uma personagem real de uma antiga lenda, uma fábula criada pelos habitantes do Reino do Vinagre para justificar a origem do pequeno país. Rheita carregava a marca do legado na palma da mão direita: o “S” do Guardião, cujo significado se havia perdido na memória dos mais velhos.

Mesmo sabendo do destino fadado de sua neta, o joalheiro resolveu esconder de Rheita sua verdadeira identidade, fazendo-a cobrir para sempre a mão direita com uma luva para preservá-la de algum mal intento alheio e pelo maior temor de perder sua única família.           

Rheita nunca soubera do seu predestinado futuro até então e se dedicava às tarefas domésticas enquanto o avô tentava revender e comprar joias de baixo valor na joalheria escura e empoeirada. Contudo as coisas começaram a mudar depois que o velho avô joalheiro contratou um rapaz para ajudá-lo a reerguer e reconstruir a boa fama da joalheria, Ponto de Ouro. A garota então passou a ter mais uma companhia no sobrado, uma companhia que lhe parecia muito suspeita. A mocinha desde os primeiros instantes não confiou na índole de Kaspar, o novo ajudante, mas o avô ficara cego diante das habilidades do ajudante e Rheita ficou sozinha remoendo suas suspeitas.

Kaspar logo mostrou seu caráter duvidoso, a menina certa vez o flagrou procurando desesperadamente algo na saleta do sobrado. Então Rheita vê-se confirmar suas prodigiosas suspeitas. O ajudante tinha um motivo particular para estar ali e a menina não demoraria muito para descobrir o seu segredo.

Ela, naquele mesmo dia, encontrou algo que nunca imaginou existir.  Sob o assoalho do antigo quarto de sua falecida mãe encontrou um velho pergaminho que mais tarde revelou-se ser um dos motivos para que seu pai a deixasse, antes mesmo de nascer. Rheita descobrira que o pergaminho era, na realidade, um mapa, e que a carta deixada ao lado dele revelava ser um tesouro muito cobiçado. Rheita compreendeu que a primeira peça do quebra-cabeça se tinha encaixado perfeitamente, Kaspar procurava o mapa, e, escondido em seu caminho oculto, havia algo precioso.

O mapa que Rheita tinha nas mãos era mágico, e só revelaria o caminho ao seu portador quando os enigmas que surgiriam em sua superfície enrugada fossem respondidos corretamente. A neta do joelheiro só soubera o que o Mapa Mágico escondia depois de conhecer o filho dos sapateiros, Kiel, aliás, gago.

Os eventos foram transcorrendo cada vez mais inusitados para Rheita; o relógio do avô havia parado e ela fora incumbida de levá-lo ao conserto. No meio do caminho a relojoaria, ela teve a desagradável visão de um homem encapuzado. Kiel foi a única pessoa que observou aquele encontro, e correu até a menina quando percebeu que ela ficara pálida demais. Os dois logo fizeram amizade, e Kiel sabia de coisas importantes sobre aquele misterioso homem e sua ligação com o ajudante.

 A garota pode então saber que o Mapa Mágico escondia chaves. O mistério seguinte era saber para que elas serviriam. Rheita e Kiel resolveram desbravar aquelas terras do mapa e descobriram que ela ficava muito além entre o passo deste mundo e de muitos outros desconhecidos. Lagoena é seu primeiro nome, e A Terra Secreta para aqueles que a conheciam melhor. Lá Rheita descobriu que seu verdadeiro caminho era percorrer aquela terra a procura de Sete Chaves que abririam o Portal dos Desejos, o tesouro que concede um desejo para aquele que reunir todas as Sete Chaves.

O desejo de Rheita é o único poder que poderá salvar Lagoena da destruição. Pois há muito tempo um imperador tinha usado o Portal dos Desejos para pedir o Mal e o Mal foi dado. O seu império um dia caiu e sua vida fora amaldiçoada, e o Portal dos Desejos foi fadado ao fim.  Deste modo, quando a maldição terminasse, o Portal sumiria para sempre, derramando o Mal que se acumulou nele durante longos anos sobre Lagoena, que arderia em fogo.

Rheita e Kiel têm somente sete dias para encontrar todas as Sete Chaves, foi o que os alertou um misterioso mago chamado Zagut. Ele revelou a Rheita que ela era uma Guardiã que veio resgatar o tesouro de Lagoena. Era uma tarefa a ser feita, encontrar todas as chaves antes que não se pudesse fazer mais nada. 

Eram sete dias para encontrar Sete Chaves e fazer apenas um pedido, o pedido mais puro e sincero do coração e Rheita sabia qual seria o seu desejo, traria de volta a presença daquele que se fora para deixar que essa maravilhosa aventura acontecesse: seu pai.

A série está sendo postada no site Book Série;
Twitter da autora: @Laisa_Couto;

Leia também

2 comentários

  1. Achei a história bem interessante, mas ainda não tive tempo de conferir...
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lieh!!


    Muito obrigada por ter apresentado LAGOENA aos seus seguidores e leitores! Nós, autores nacionais, precisamos de mais exemplos como o seu!


    Sucesso ao blog!


    Att.,


    Laísa C.
    confissoesdesajustadas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!