Hiatus, Ano Novo e o que esperar do futuro...

By 20:35


É estranho tentar escrever algo aqui depois de tanto tempo. Eu pensei que nunca mais iria conseguir escrever aqui se quer uma linha. Eu estava (estou) com alguns probleminhas de criatividade por me sentir tão sugada pelo cotidiano que tende digamos... Sugar mais no próximo ano. 2014 é o meu último ano de faculdade e a loucura em correr atrás de estágio e entregar o temido Trabalho de Graduação ou TCC - tanto faz - só está começando.

Analisando o ano que termina nós temos a famosa tendência clichê de pesar na balança as coisas boas e ruins que aconteceram e chegar a conclusão de um saldo: afinal, o ano foi recheado só de coisas boas ou só de coisas ruins? Ou os dois? Ou um pouco de cada?

Eu diria que no meu caso foi um pouco dos dois. 2013 foi um ano de mudanças e surpresas, mas nem todas foram as que corresponderem as minhas expectativas e eu vi muitos dos meus planos para esse ano não se concretizarem - o que foi bem frustrantes. Passei por umas situações delicadas até mesmo para mencionar, mas que no final das contas só me fez crescer como pessoa e eu diria até mais: me fez amadurecer pelo menos um pouco. 

Cheguei na casa dos 20 porém não me sinto velha e acho que isso é bom. Estou confortável como há bastante tempo não me sentia. Há coisas, infelizmente, que eu ainda não sinto total confiança, principalmente quando se trata de carreira profissional e beleza. Pelo menos estou tentando deixar a neurose de lado em relação a essas coisas para deixá-las fluir naturalmente.

Ainda sinto uma certa pressão tanto interior quanto exterior em querer fazer o melhor e concretizar os meus planos o quanto antes - ou seja, sinto a pressão de querer ver os resultados, tanto de mim mesma quanto das outras pessoas. Às vezes eu penso demais no futuro e esqueço de vivenciar o presente - é como se eu sentisse uma urgência em querer que as coisas aconteçam na minha vida, por mais assustada que eu possa estar sobre o futuro. 
Acho que essa ansiedade vem da idade, mas também pode vir dos olhares e sussurros dos outros ao seu redor. Preciso parar de me importar com opinião alheia sobre a minha vida - o fator que mais atrapalha o avanço de qualquer pessoa.

Além do mais, preciso trabalhar a paciência e a fé que andam fracas ultimamente. Não quero fazer planos e listas para o próximo ano esperando que isso se concretize como uma receita de bolo: eu espero e quero deixar as coisas andarem o seu curso natural. E o mais importante: entregar nas mãos de Deus.

Feliz Ano Novo!

Leia também

0 comentários

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!