Resenha: Reescrevendo Sonhos - Marcia Dantas

By 13:39 ,

Título: Reescrevendo Sonhos

Autora: Marcia Dantas
Ano de Publicação: 2015
Editora: Novo Romance
ISBN: 9788568254202
Sinopse: Luciana sempre soube da capacidade de sua mente de criar boas histórias para os seus livros, mas jamais poderia imaginar que também poderiam surgir sonhos tão fora do comum. 
A escritora, que encontrou a prisão de uma crise criativa depois de uma tragédia vivida, viu nos sonhos com o rosto de uma mulher desconhecida o impulso que precisava para começar um novo livro. No entanto, a ausência de respostas para a origem da misteriosa alucinação acabou não permitindo que a história encontrasse um desfecho adequado. 
O que ela não poderia esperar era que a ajuda viria de Bárbara, uma pessoa enviada especialmente pela editora, cuja semelhança assustadora com a pessoa de seus sonhos fez com que as perguntas sobre os mistérios de sua mente ficassem ainda mais complexas e intrigantes. 
Reescrevendo Sonhos é uma história sobre barreiras que são impostas por nós mesmos. E como a mente, um lugar realmente misterioso, pode revelar mais respostas que podemos imaginar.

 Logo nos primeiros capítulos é evidente que um mistério ronda e perturba a vida da personagem de tal forma que ela não consegue seguir em frente após a tragédia que abateu sua vida. Tanto que os primeiros capítulos são lentos em sua narrativa quase que espelhando essa falta de brilho na vida de Luciana. 

Antes de mencionar os outros personagens, devo acrescentar que eu não sei se eu gosto ou desgosto da Luciana. Há momentos que foram compreensíveis seus medos e receios, mas quando ela precisava visitar seu teraupeta, sua ironia e sarcasmo me irritavam muito - era quase como se ela desprezasse o médico e sinceramente eu não vejo motivo para tal. Mas isso é bem pessoal e não atrapalhou a leitura. 

Porém a personagem que de fato eu adorei conhecer foi Bárbara. Destemida e corajosa, ela é um contraste gritante com Luciana e as duas se completam por essas diferenças. O romance das personagens foi muito bem desenvolvido no começo com sutilezas e tudo nas entrelinhas, apesar do primeiro beijo ter sido muito clichê e ter me decepcionado pois eu esperava algo diferente. 

No entanto, um ponto principal da construção narrativa fez falta: O sonho é esquecido muitas vezes durante a história, ficando praticamente em segundo plano. Eu senti muita falta de alusões diretas ao sonho em si, detalhes e uma narração mais profunda o que ocorreu apenas no primeiro capítulo. 

Eu como leitora queria entrar na cabeça da Luciana, tentar junto com ela desvendar o mistério, mas não houve espaço para isso. Por se tratar de um romance muito psicológico, acredito que o autor(a) tem total liberdade para explorar a introspecção do personagem principal e esse foi o tempero que faltou no livro. Isso teria deixado a história muito mais rica na questão narrativa mas que ocasionou um distanciamento do narrador-observador com a Luciana. Faltou ousadia. Acredito que a minha birra é pelo fato de eu ter tido contato com o gênero com Emily Bronte, Graciliano Ramos, Clarice Lispector e Érico Veríssimo dentre outros e ver como esses autores trabalham a introspecção humana de forma magistral. Mas tenho absoluta certeza que Marcia tem a capacidade de se arriscar mais e adentrar no íntimo do personagem com maestria e não ficar somente na superfície. 

Outro ponto que poderia ter sido melhor: o uso dos pronomes. Há muitas repetições durante o texto que poderiam ter sido substituídas por pronomes ou sujeito oculto em situações que era permitido esse recurso. 

Tirando esse detalhe importante, a narração dispoe de maturidade por mostrar os problemas que qualquer pessoa pode enfrentar em um algum estágio da vida: a perde de um ente querido. Os fantasmas de Luciana são quase paupáveias, seja pela sua falta de inspiração, seja pelas lembranças que guarda e pelo rosto de Bárbara que se assemelha muito ao do seu sonho. É bonito ver a evolução dela gradualmente com a chegada de Bárbara e como o mundo da personagem ganha mais cor e brilho. Adorei como os personagens são caracterizados de forma tal real e mais humana que eu já vi por aí, como por exemplo o Beto que poderia muito bem ter caído em outro clichê, mas a autora acertou em cheio ao caracterizar um rapaz que compreende verdades que infelizmente podem ser muito doloridas (se eu falar mais será spoiler rs). 

Primeiro romance da querida Marcia Dantas, Reescrevendo Sonhos é o retrato da superação de dores e perdas que pode acontecer comigo e com você, mas que mostra que é necessário seguir em frente e continuar a vida.




Leia também

0 comentários

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!