Resenha: Neverwhere - Neil Gaiman

By 11:23 , , , , ,

Título: Neverwhere
Autor: Neil Gaiman
Ano de Publicação: 2009
Editora: Harpers Collins
ISBN:  9780380973637
Língua: Inglês
Formato: Ebook Kindle
Sinopse: Neverwhere is the story of Richard Mayhew, a young London businessman with a good heart and an ordinary life, which is changed forever when he discovers a girl bleeding on the sidewalk. He stops to help her—an act of kindness that plunges him into a world he never dreamed existed.Slipping through the cracks of reality, Richard lands in the Neverwhere—a London of shadows and darkness, monsters and saints, murderers and angels that exists entirely in a subterranean labyrinth. The Neverwhere is home to Door, the mysterious girl Richard helped in the London Above. Door, a noblewoman whose family has been murdered, is on a quest to find the agent that slaughtered her family and thwart the destruction of this underworld kingdom. If Richard is ever to return to his former life, he must join the journey to save Door's world—and find a way to survive.


Fazia muito tempo que este romance de Neil Gaimain estava na minha lista de livros para ler. Como eu adquiri um Kindle no mês passado, resolvi não somente ler no formato ebook como também voltar a ler em inglês. Ultimamente eu venho lendo muita coisa em inglês, seja notícias, pequenos textos, fanfics, etc. Porém romances li muito poucos, por isso o objetivo é realmente tirar o atraso...

Já tive contato com a obra de Gaiman através do livro Oceano no Fim do Caminho, que eu recomendo muito, mesmo. Assim como o livro citado, Neverwhere também possui uma característica fantástica que somente o autor possui. Como se fosse um novelo de lã, ele vai desamarrando o universo que o protagonista Richard se insere aos poucos mas sem entregar todos os detalhes. Algo que é muito comum em romances de fantasia como por exemplo, Harry Potter e Percy Jackson é o protagonista fazer milhares de perguntas sendo a voz dos leitores que também questionam muitas coisas a respeito do universo apresentado. Não que Richard não tenha feito perguntas no decorrer da trama, porém muitas delas ficaram sem respostas e aos poucos não somente ele passou a entender como funciona o mundo de London Below, mas nós leitores aprendemos junto com ele. É a primeira vez que eu tenho contato com esse estilo de narrativa para um romance de fantasia e acredito que isso deu um toque muito mais especial à história. 

Não somente essa característica que deixa Neverwhere mais interesse (e o eu fiquei muito curiosa com diversos detalhes) mas os personagens também dão um show à parte de carisma. Impossível não gostar do Richard e seu jeito quase infantil e bem humorado, sendo também muito corajoso e leal. Door fascina pelos poderes e conhecimento que possui e também pela doçura e carinho que tem por seus amigos, principalmente Richard com quem ela passa a ter total confiança (queria os dois juntos, shipei muito #milbeijos!). Marquis de Carabas também rouba a trama muitas veze pelo seu jeito sarcástico, pomposo mas inteligente e que consegue enganar os inimigos rapidamente no meio de enrascadas. 

Os vilões também não ficam atrás e são cada um de sua forma assustadores. Há momentos de violência extrema no livro, alguns palavrões e temas um pouco mais adultos - sendo assim não recomendo para qualquer um. Talvez seja esse um dos motivos que eu curti muito mais a leitura do que se eu tivesse pegado um YA do mesmo tema. Nada contra os romances YA, pelo contrário, gosto muito cada a sua maneira, apesar de ter preferências particulares quanto a esse gênero. Mas por Neverwhere ser um romance de fantasia mais maduro e realista, em muitos momentos durante a leitura eu realmente me assustei e temi pela vida dos personagens. Sem mencionar a escrita de Gaiman que é divertida com um toque de sarcasmo que é impossível não rir em muitos momentos e as descrições fascinam pelos detalhes e precisão.

A experiência de ler o livro em inglês foi muito tranquila, principalmente porque os dicionários do Kindle ajudou bastante em momentos que eu não conseguia compreender o significado de palavras aqui e ali. O nível de dificuldade do inglês é mediano, ou seja, uma pessoa com um bom vocabulário e costume com a língua consegue ler tranquilamente. Eu recomendo muito o livro nesta questão se alguém deseja uma dica de romance em inglês para começar.

O enrendo e a sequência de eventos vão dando as pistas e as explicações que não somente Richard deseja entender como também os leitores. Nem tudo é entregado de bandeja, sendo que o romance termina e eu ainda tenho muitas curiosidades a respeito de London Below. O final deixa espaços para uma continuação que eu espero sinceramente que Gaiman escreve um dia.

Sem dúvida, um dos melhores romances de fantasia que eu li em anos. 



Neverwhere no meu Kindle. 

Leia também

0 comentários

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!