[Mundo Escrito] A minha experiência escrevendo fanfics em Inglês

By 16:38 , , , ,


Juro que tentei deixar o título menor, mas não deu rs. O blog está passando por reformulações de conteúdo e essa coluna Mundo Escrito é para falar de qualquer coisa relacionado a escrita em geral.

Já comentei em posts passados que gosto (ou pelo menos gostava, dei um tempo recentemente) em escrever fanfics. Até aí tudo bem, nada de novo. Contudo no meio do ano passado surgiu uma ideia, que não é original porque muitos autores sejam eles de fanfics ou originais já o fazem - de escrever em inglês para melhorar a minha escrita na minha segunda língua. 

Mas o por quê disso? Era um desafio que eu estava disposta a tentar e um risco também, porque a minha gramática em inglês nunca foi lá das melhores e sempre cometo alguns erros considerados bobos. Porém a minha motivação maior era aprender, principalmente porque eu não estava mais cursando inglês. 

Nunca achei o meu inglês ruim, mesmo tendo problemas como qualquer estudante de qualquer língua possa ter e isso, infelizmente, somente o tempo e a prática podem melhorar. Mas eu não imaginava a dimensão do desafio que eu estava me propondo. Quando tentei escrever o meu primeiro prompt direto para o inglês, eu queimei tantos os neurônios para o meu texto soar do jeito do que eu queria que eu quase desisti de publicá-lo. É muito complicado você tentar escrever em uma segunda língua da mesma forma que você escreve na língua mãe, no caso o português.

Não diria que eu já tenho um estilo de escrita completamente definido, mas eu tenho os meus maneirismos, a forma como eu gosto que as palavras ganhem ritmo enquanto alguém lê e dependendo de texto - seja fanfic ou conto - que tenha tensão ou surpresa. Porém colocar isso utilizando o inglês, é como se alguém me desse apenas parte dos ingredientes para fazer o bolo e esquecer do fermento. Eu me sentia muito limitada escrevendo textos literários na minha segunda língua, muito devido ao fato do meu vocabulário não ser tão vasto e eu não consegui alcançar o meu jeito de escrever, o que me deixava muito frustrada.


Muitas fanfics que publiquei em inglês foram traduções das mesmas em português. Dessa experiência eu gostei mais por achar muito prazerosa, apesar de dar muito mais trabalho. E eu percebi que os erros gramaticais eram em menor escala quando eu traduzia, ao contrário de quando eu simplesmente escrevia no inglês diretamente. Tenho ciência de que escrever no inglês é a função que eu deveria me esforçar mais para conseguir alcançar o mesmo ritmo narrativo dos meus textos em português, mas por enquanto I put it on hold

Li uma matéria muito interessante de um blog gringo sobre autores estrangeiros que escreveram em inglês durante toda a vida com uma maestria que até pareciam nativos da língua, como por exemplo Vladimir Nabukov (Lolita) e Jack Kerouac (On the Road) dentre outros autores - inclusive Nabukov só ganhou reconhecimento mundial depois que passou a escrever em inglês. 

O segredo é entender como a língua funciona, que é completamente diferente do português. O inglês é mais direto, não tão enfeitado como é o português ou qualquer língua considerada romântica, por isso é considerado fácil de aprender. Porém esse é o x da questão para mim. Ainda não conheço por completo coma a língua inglesa funciona em textos literários, muito provavelmente por falta de referências e leituras nessa - isso é uma deficiência que reconheço #shameonme. 

Nem tudo foi tão ruim, graças a Deus. Consegui bons feedbacks das poucas fanfics que publiquei e até venci um pouco a insegurança de escrever in english. Ainda não estou no estágio que gostaria porque resolvi dar um tempo para me dedicar as minhas leituras incluindo livros em inglês também. Quem sabe não retorno e espero não me sentir tão frustrada com as minhas limitações, right?


Leia também

0 comentários

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!