[Reflexões] A Capacidade de se Testar

By 13:47


Eu não sumi rs.

O blog está bem paradinho assim como as leituras estão devagar por conta do NaNoWriMo que eu mencionei na última postagem e a tendência é continuar assim até o fim do mês - depois do dia 30 tudo volta ao normal, espero. E é por causa do desafio que já está na segunda semana - que de acordo com os veteranos é sempre a semana mais difícil - foi o que me inspirou a escrever nessa coluna hoje. 

Eu estava ciente desde o começo que eu estava me desafiando de uma forma que eu não fazia há muito tempo, tanto que quando finalmente resolvi me inscrever, bateu aquela ansiedade e medo básico porque eu pensei com os meus botões: que diabos estou fazendo? Pois bem, eu não tinha resposta para aquela pergunta, só tive um impulso nada planejado de aceitar a proposta sem olhar para trás.

Já tomei decisões difícies nesse meu pouco tempo de vida que na hora eu pensei a mesma coisa de quando me inscrevi no NaNo, mas que com o tempo eu percebi que foram decisões acertadas. O teste foi arcar com as consequências, ver até que ponto a pressão e tudo o que você vai ter que lidar depois vai te animar a se seguir com a sua decisão ou vai te derrubar a ponto de você se questionar se realmente o que fez foi sensato - o que é normal.

Nessa postagem eu desabafei sobre as mudanças da minha vida que eu não estava esperando, ocorridas nos últimos meses - mudanças que não partiram da minha vontade. Agora eu penso que se isso não tivesse acontecido, seria muito improvável que eu teria me inscrito no NaNo, tirado da gaveta uma história que agora para mim é muito querida e me mostrasse que eu tenho capacidade, que eu sempre tive mas nunca assumi isso com todas as letras.

As consequências pós-NaNo ainda são incertas para mim, mas eu posso dizer agora que o meu medo de enfrentar uma tela em branco, de pensar nos mínimos detalhes de uma história e de contá-la da forma como eu gostaria de ler depois se foi, pois calei aquela voz chata que me dizia que eu não ia dar conta da tarefa. O que poderia ser algo penoso, está sendo muito prazeroso e divertido, exatamente aquilo que eu desejei desde o começo e isso é maravilhoso.

A grande lição até o momento é: não duvide de si mesmo, jamais. A jornada ainda não terminou e espero colher bons frutos dessa autodescoberta no futuro 

Leia também

4 comentários

  1. Amei muito seu post, espero que você ache suas respostas no meio do caminho! Um super beijo, Blog Minuto de Bobeira

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu te admito que não cheguei a ler o NaNoWriMo, mas assim que terminar de comentar nesse post, irei lá dar uma olhadinha!
    Eu entendo tudo isso que você desabafou no post, porque eu também passei por coisas que mudaram a minha vida de uma forma assustadora... Eram coisas que eu não queria que tivessem acontecido, porém aconteceram e eu estou tendo que lidar com as consequências.
    Concordo com você que não temos que duvidar de nós mesmos e sim acreditar que somos capazes.
    Espero que tudo melhore, de coração! ❤

    http://makingcolorfilm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emily, obrigada! É como dizem, as vezes mudanças vem para o bem só precisamos ter paciência para enxergar as consequências positivas. Espero tudo de bom para você também ;)

      Bjos!

      Excluir

Hey ;) Obrigada por deixar o seu comentário e volte sempre!