Tecnologia do Blogger.

Leituras de 2017

by - sábado, dezembro 30, 2017


Chegamos a mais um final de ano e a mais uma retrospectiva literária de 2017. O ano foi até que bom no quesito de leituras, mas li pouco comparado ao ano passado. Graças a Deus, todas as leituras foram prazerosas e de qualidade. No total vou fechar o ano com 19 leituras - quase 20!

A lista está na ordem da leitura mais recente até o primeiro livro do ano ❤


O Privilégio de Ser Mulher - Alice von Hildebrand


Segundo livro da Alice que eu leio este ano e como sempre, ela não decepciona em seus ensaios. O livro mesmo sendo curto, condessa perfeitamente, em cima da riquíssima teologia católica as razões do sexo feminino ter uma posição privilegiada na economia da salvação - parafraseando o termo utilizado pelo Papa Emérito Bento XVI. Ela dialoga diretamente com a argumentação feminista propagada no último século sobre o "sexo frágil" e mostra de uma forma simples, mas sábia, a falta do alicerce da verdade em tais ideias. Recomendo muito a leitura se você deseja conhecer de fato não somente o que a Igreja tem a dizer sobre a mulher, mas também para saber o que é ser mulher.


The Chimes - Charles Dickens


Mais um livro do novo queridinho Charles Dickens tirado da sua série natalina! Além de ser uma história marcante, a escrita do autor é muito prazerosa e nada cansativa na sua língua original. Nada contra, claro, quem lê Dickens (ou Jane Austen) no português, mas nada se compara a experiência de degustar todo o talento desses grandes autores em suas línguas maternas. É desafiador, mas vale a pena. Regado a fantasia, reflexões filosóficas e o humor dickeniano (?) The Chimes é uma ótima porta da entrada para conhecer os trabalhos do romancista inglês. 



Sonho de Uma Noite de Verão - William Shakespeare


Releitura feita este ano para o projeto #LendoShakespeare de uma das suas comédias mais famosas. Adorei relembrar esta peça tão divertida e muitas vezes irônica dos amores e desamores de seus casais principais, a sátira típica do Bardo e todas as referências maravilhosas a mitologia grega. Se você nunca leu nada de Shakespeare, recomendo começar por Sonho de Uma Noite de Verão ou até mesmo participar do projetinho de leitura. ☺


Persuasion - Jane Austen


Outra releitura, mas acredito que só li realmente Persuasion este ano, pois a edição em português que eu tenho tem uma tradução lamentável do texto da minha querida Jane Austen. Finalmente realizei uma vontade minha de ler a autora em inglês e escolhi bem começar com este romance em especial, não somente por ser mais curto do que os outros, mas também porque Jane está mais poética e apaixonada nos seus textos. Que deleite de narrativa! Sofri horrores com a Anne Elliot e já considero ela a minha segunda heroína favorita após a Elizabeth Bennet. Nem preciso dizer que o Capitão Wentworth me fez suspirar alto... Todos os dramas que este casal passa até finalmente ficarem juntos é de deixar o coração na mão. 






As Memórias Perdidas de Jane Austen - Syrie James


Mais Austen como sempre! O livro de memórias fictícias de Syrie James a respeito do grande amor da minha autora britânica favorita é realmente comovente e encantador. A autora conseguiu captar muito bem a voz e ao estilo de Austen, tanto que no começo achei que foi a própria escreveu o livro de memórias. É uma narrativa gostosa feita para os fãs e admiradores. 



O Segredo Admirável do Santíssimo Rosário - S. Luís Maria Grignion de Montfort


Uma das obras mais importantes do apóstolo da Virgem Maria, o livro é um excelente tratado de espiritualidade para quem deseja conhecer mais a respeito da oração do Rosário, sua importância e predisposição. É um livro que pretendo reler mais vezes para absorver sua riqueza.



Alquimia da Tempestade e Outros Contos - D. G. Ducci


Sai um pouco da minha zona de conforto e me arrisquei na leitura de uma antologia poética, experiência que foi prazerosa nos versos simples, mas cheios de significado do autor. Quero sim ler mais poesia no ano que vem e até tenho alguns autores em mente...



Paris é uma Festa - Ernest Hemingway


2017 foi o ano dos livros de memórias, mas estas de Hemingway são verdadeiras escritas pelo próprio! Foi uma leitura não planejada, mais a base do impulso para participar do clube do livro do prof.º Tiago Amorim, porém não me arrependi de gastar tempo com esta narrativa. A simplicidade da escrita do autor, a facilidade em narrar os fatos com detalhes sem ser cansativo torna Paris é uma Festa uma excelente leitura para quem nunca leu o gênero. Ou Hemingway, que por sinal, quero ler mais em 2018!



The Secret Garden - Francis Hodgson Burnett


A história de Mary Lennox, Dickon e Colin foi sem dúvidas uma das melhores leituras do ano junto com Persuasion! Toda a doçura e inocência juvenil na prosa de Burnett me marcou de forma profunda e emocionante. Digo que não é somente um livro para crianças, mas todo adulto deveria se redescobrir a si mesmo junto com essas três crianças adoráveis e fofas - mesmo que às vezes birrentas e mal educadas. Ano que vem mais uma edição desta obra em português será publicada, talvez eu me arrisquei em uma releitura. O inglês mesmo sendo arcaico e de quebrar a cabeça, só acentuou mais o encanto desta história linda. ❤



Doctor Who: Four Doctors - Paul Cornell 


Crossover entre quatro Doctors da era moderna da série com suas respectivas companions das HQS, temos um encontro mirabolante e cheio de reviravoltas e viagem no tempo como todo fã de DW gosta! Ah sem contar as diversas referências a mitologia da série que nunca é demais. Uma coisa curiosa desta história são umas cenas mais pesadas de violência que não estamos acostumados a ver na série da TV - para ser franca, não somente esta história como também outros arcos dos quadrinhos de DW, são bem superiores em narrativa em relação a muitos episódios das série.



Ortodoxia - G.K. Chesterton


Chesterton sempre se destaca de um jeito ou de outro! Finalmente em 2017 tive a oportunidade de ler uma das suas obras mais importantes, Ortodoxia. Entre um ensaio e um testemunho de vida, o Gordo nos presenteia com todo o seu caminho de volta ao "mundo das fadas" que foi deturpado pelas ideias malucas que negam a realidade. Outro livro que pretendo reler futuramente e nem preciso dizer que eu indico, não é mesmo?



Doctor Who: The Twelfth Doctor Volume 3 - Hyperion - Robbie Morrison

Depois de muito tempo conclui o arco de histórias do primeiro ano do Twelfth Doctor e devo dizer que este é sem dúvidas a melhor história deste Doctor até agora, a que mais realmente eu senti que, tanto o roteirista quanto o desenhista, acertaram em retratar o Twelve numa história, mais uma vez, melhor do que qualquer episódio desta encarnação na TV! 


Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem - S. Luís Maria Grignion de Montfort

Mais uma obra do padre de Montfort e seu escrito mais importante a respeito de Nossa Senhora. Se você acha que sabe muita coisa a respeito da Mãe de Jesus e seu papel fundamental na salvação das almas sem ter lido este livro, você não sabe é de nada. Ele não serve somente para aqueles que querem se consagrar à Virgem, mas deveria ser um livro obrigatório para qualquer católico decente. É tanta riqueza escondida nesse escrito de São Luís, que o Tratado é outro livro do santo que vou reler várias vezes...


By Love Refined (Letters to a Young Bride) - Alice von Hildebrand

Primeiro livro da linda da Alice que eu li este ano e foi o que me fez se apaixonar pela autora! Em meio a uma troca de cartas entre duas personagens, Alice compartilha toda a sua sabedoria sobre as dificuldades dos primeiros anos de casada, as renuncias, as discussões e como uma jovem esposa pode lidar com os problemas conjugais que surgirem no caminho. Melhor do que qualquer desses livros voltados para o público feminino que tratam do mesmo assunto, pois aqui temos uma mulher madura e inteligente que dá excelentes conselhos visando a felicidade de sua querida amiga. Quero reler sim e dar de presente para alguma noivinha ❤


Ser Cristão na Era Neopagã (Vol. III) - Joseph Ratzinger

Uma série de entrevistas dada pelo então Cardeal Ratzinger antes de torna-se Papa Bento XVI durante seus anos como Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, a obra nos presenteia com os pensamentos e posicionamentos do Papa Bentinho sobre diversos assuntos pertinentes a Igreja e os principais problemas do mundo, desde a tensões com teólogos apóstatas que o cardeal precisou enfrentar e compartilha nas entrevistas, até mesmo entrevistadores que o desafiava e o colocava contra a parede. Excelente leitura, gostaria muito de encontrar os outros dois volumes dessa série.


The Flipside of Feminism - Suzanne Venker

Para quem quer entender realmente as origens e motivações do movimento feminista americano e as mentirinhas que suas líderes contam por aí até hoje, a autora narra sem medo todos os pormenores e os podres que você não vai ver sendo dito por aí tão fácil. É um livro corajoso e muito necessário e Venker coloca na balança, com a autoridade de quem sabe do assunto muito bem, se todo o tal do sufrágio feminino valeu a pena ou não. Spoiler: deu m** rs. Leiam, vale a pena gastar tempo com quem sabe do que com quem acha que entende... 


Como Gostais / Conto de Inverno - William Shakespeare


Mais do Bardo, por que não? Duas peças em um livro só para o projeto de leitura, sendo Como Gostais a "obrigatória" e Conto de Inverno, minha favorita, o bônus. A primeira é uma comédia com mais casais se desentendendo e muito fingimento (no bom sentido). Conto de Inverno está mais para um drama com fantasia que eu gosto muito nas obras de Shakespeare, pois dá aquele aspecto surreal que só suas histórias contém. ❤


Doctor Who: Cidade da Morte - Douglas Adams e James Goss

Abri 2017 com mais do meu timelord favorito! Tive mais dose do meu querido 4th Doctor e suas peripécias na Paris dos anos 60 junto com a querida Romana II. A romantização do roteiro de Douglas Adams contém todos os elementos que fazem uma história de Doctor Who ser divertida, mas ao contrário de Shada, Cidade de Morte foi gravado e está a salvo! Confesso que achei o original para a TV melhor do que a adaptação para livro. 




Leituras de 2017 que só vou concluir em 2018:



Livro do Desassossego - Fernando Pessoa

Faz tempo que não leio nada do poeta português e acho que foi um pouco de loucura da minha parte iniciar logo um livro denso como este que está mais para uma prosa. É bem provável que eu levo muito mais tempo para concluir.


O Poeta e os Lunáticos - G. K. Chesterton

As peripécias do pintor Gabriel Gale e os mistérios que aparecem no seu caminho só vão ser concluídas em 2018, pelo jeito. Comprei o livro na campanha de crowdfunding da Sociedade Chesterton Brasil sabendo muito pouco sobre a obra, mas estou adorando!


Embrancing Edith Stein - Wisdom for Women from St. Teresa Benedicta of the Cross - Anna Costa

Que livro maravilhoso! Estou com tanta pena de terminar que estou prolongando ao máximo a leitura desse tesouro. Faz tempo que eu queria conhecer os ensaios de Santa Edith (ou Santa Teresa como ficou conhecida após virar carmelita) sobre a mulher, aprofundando e complementando os trabalhos da Alice von Hildebrand. O livro está sendo uma excelente introdução aos ensinamentos da santa e já recomendo para toda moça católica que deseja avançar na vida espiritual e conhecer mais a si mesma. Uma jóia de livro ❤❤

E por último a minha releitura tradicional de Orgulho & Preconceito nessa edição fofíssima da Arcturus só que pela primeira vez, no inglês. ❤

Leia também

0 comentários

Olá. Lembre-se da cordialidade e do respeito. Qualquer comentário desrespeitoso para com a autora ou com terceiros será excluído.

Obrigada.